quinta-feira, 18 de março de 2010

Ordem pela guerra


Feriado universal.
Luto absoluto.
Descobriu-se o pré-sal.
Acabarão, das indústrias, o desespero,
e virá a renovação
de seus estoques de dinheiro.
Mudarão de lugar
a sede do capitalismo,
depois virão nos alugar
dizendo que no brasil
tem terrorismo.
E que o povo aqui é hostil
é o que vão alegar.
Começarão as discussões,
propagandas tendenciosas,
entre segredos e reuniões,
tentarão o domínio
com ações maliciosas.
Resistência diante da injustiça,
gerarão brigas debaixo dos panos.
Acham que, do mundo, são a polícia,
os governantes americanos.
Então virá a nova guerra,
mas não se preocupem,
é só pra manter a paz
e a ordem na terra.

6 comentários:

patrícia disse...

então , és um poeta??? precisamos trocar informações... orkut..ou msn...tens???

Bob Marinho disse...

sim!
bob marinho
bob.marinho hotmail

hiato disse...

muito bom!

kiara Guedes disse...

"caminhando"por ai, cheguei aqui... me atualizando de vc, voltarei, já deixei as migalhas no caminho pra não mais me perder! Abraços, meus.

patrícia disse...

Olha, li, de novo, sobre, o feriado universal, e acho que é um poema URGENTE, como urgente deveria ser o pensamento nosso sobre este assunto, depois vi o teu Haikai, que é divino... e se me permite vou copia-lo e posta-lo no meu blog de poesias...é lindo, e verdadeiro, todo poeta morre um pouco a cada poema!!!

marcos assis disse...

boa sacada!!!