sexta-feira, 2 de novembro de 2012

...



 
Criar o absurdo
manter o povo surdo
mudo de opiniões
soltar a liberdade
fruto da sanidade
cega de convicções
mover o mundo à toa
cheio de gente boa
guerreando com o cinismo
de gente poderosa
hipócrita e famosa
sem um pingo de humanismo
é hora de mudança
mudar o passo da dança
e permitir a comunhão
todos no mesmo caminho
sem ninguém padecer sozinho
nos passos da evolução.

4 comentários:

Arcannes & Chelsea disse...

FLAP, reativando ratos de teclado que cospem coisas novas. Belíssimo gato, depois te conto pessoalmente o que passou pela minha cabeça.

Paixão disse...

amém! é isso aí bob ;)

acabei de te chamar no chat do face para cobrar publicações e decidi conferir se vc tinha publicado algo e me deparo com isso :D

não fica guardando suas poesias para vc não rapaz, elas chegam até você, mas não são suas, são do povo \o/ rs

beijossss!!

Ewerton Lages disse...

Mermão..... foda!

ViaPúblicaUnifap disse...

Cada vez mais talentoso! Parabéns Bob, continue escrevendo!

Andreza