segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Psicolóquio

Escute quem quiser, ouça quem tem ouvidos.
Não vim aqui pra fazer sentido,
estou aqui pra confundir e ser confundido.
Não quero criar a paz nem pregar o ódio,
sou eu quando me permito só estar,
e só estarei no dia que for pro lado de lá.
Não me faço de jogos pra dar sorrisos ao acaso,
caso no caso de estar ligado
minha antena capta constantes frenquências,
e frenquentemente percebo coisas que me calo.
Mas o dia que o galo, não no raiar do dia, cantar
lá farei presente a minha oração
e pedirei a todos os hipócritas uma lição,
a de ser verdadeiro, consigo e com seus irmãos.

4 comentários:

Ma disse...

ahh, ficou lindo o fim! :*

ÉrikA disse...

q lindo cara... perfeito... eh isso mesmo... ;)

sheep disse...

pensei qu tinhas parado de escrever muleque.... ta massa veio hehehehhe :)

sarah disse...

Noossa amei isso. :)