domingo, 14 de dezembro de 2008

Blazares

Se encontrar fosse achar,
acho que perderia a cabeça
tentando encontrar um lugar,
onde não só em músicas e poesias
se escondessem além-céu, além-mar.

Onde tudo fosse uma confusão de cores e bem-estar.
Como sendo um blazar, explodindo em paz e energia,
gritando, emanando toda agonia, todo amor e alegria,
exprimindo tudo reconhecido até onde a imaginação chegar.

Somos isso, somos blazares.
Às vezes sortes, às vezes azares,
mas sempre expressando,
sempre emanando,
sempre explodindo
em diferentes lugares.

6 comentários:

Ma disse...

música :) tudo lindo :*

cleiton melo disse...

AXO QUE JA VI ISSO EM ALGUM LUGAR P0R AI, POR ESSES CAMINHOS DA VIDA =) HEHEHEE !!!
FLWS. MANO ..
TA MASSA O BLOG ..

Anônimo disse...

linda poesia!

cLd disse...

explodindo, as vezes tambem comprimindo algo implodido. De la e cá nao nos atemos a rimar, e sim a prozar

Rachel disse...

Caramba gordo, estou impressionada. Li todas as recentes e cada uma foi minha preferida, ate eu ler a seguinte...
bisous

fabricio disse...

essa vai virar musica!!

oah...