quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Haicais

Mosquitos de inverno,
no frio que seja,
trazem o inferno.


Odor da noite,
escuro da história.
Oh dor do açoite.


Ás escuras, inocência.
Ás claras, decência.
Ás cinzas, prudência.


A fome que à noite late
é espancada
pela preguiça que bate.

4 comentários:

Mariana D. disse...

Muito bons! Eu acho muito raro encontrar haicais escritos em português. O último é hilário e verdadeiro.

andressa disse...

Olá, fazia tempo que o meu poeta preferido não escrevia nada. Que bom que voltou! :D

cecilia disse...

LIndo Bob.Perfeito
Que bom que vc voltou ^^)
bjo

Paixão disse...

voltou e ainda trazendo haicais ..
adorei!

bjs