sábado, 6 de setembro de 2008

Criando Asas

As lágrimas que caíram dos meus olhos
Debruçaram sobre meu peito em imensa dor
Um sentimento esquecido chamado amor
Que ao som de suas palavras criaram raízes
Cravando a lógica de um louco em meu cérebro
Deixando a visão perfeita como de um cego
E a tristeza sem limites de uma criança
Despertando-me a esperança
Que outrora jazida em meu coração
Chegaste em tempo
De me deixar calado
De me deixar alado
De me deixar apaixonado.

3 comentários:

Camila disse...

uma pessoa latejou na minha cabeça enquanto eu lia

=)

;x

Cld disse...

hein galo, ja vistes o filme "o mundo de leeland" ?
lembrei dele qdo tu falou da tristesa de uma criança

Cld disse...

tristeza =p