domingo, 7 de setembro de 2008

Quero - Não - Quero

Não quero mais sentir
Quero ser sentido
Quero fazer sentido
Sem precisar mentir

Não quero que me ames
Quero que me odeies
Quero que devaneies
Com desejos infames

Não quero que me perdoe
Quero que me ature
Quero que o tempo dure
Que o tempo não voe

Não quero que vá
Quero olhar nos olhos, mas
Quero cem olhos
Para me olhar.

1 comentários:

érika disse...

sabia q um dia iria entender o q eu quero... hehehe... chegaram a se formar turbilhões de pensamentos, só pq as palavras estavam desconexas aki na minha cabeça... mas agora q li esse texto... elas fizeram a conexão! toh passando por uma fase de transição em minha vida... e gostei muito de ler os teus textos... parabéns! ;*